EVANGELHO DA SEGUNDA (11/10): Jesus desabafa e chama a sua geração de “perversa”

Leia mais

ATUALIZANDO: O que fazer quando falta a fé?

ENTENDENDO

A multidão que acorre a Jesus busca um sinal. Jesus responde: “nenhum sinal lhe será dado a não ser o sinal de Jonas”. Jesus foge de suas características amorosas, no tratamento com as pessoas de sua geração. Ele fala com autoridade e mostra a sua decepção com os contemporâneos, chamando-os de “geração perversa”. Mas, por quê? O Mestre percebeu a falta de disposição daquela geração em mudar de vida, mesmo diante das evidências e milagres extraordinários que Ele fazia. O anúncio sábio de suas palavras, as curas, os milagres, as demonstrações de solidariedade, a sua coerência de vida eram mais que suficientes para revelar quem Ele era, e despertar a fé no coração deles. A dureza de coração tornava-os cegos. Jesus cita dois fatos do passado em que dois povos, de regiões diferentes se converteram. O primeiro em relação à pregação de Jonas aos habitantes de Nínive. O segundo, relacionado à visita da rainha de Sabá ao sábio rei Salomão. Ele estabelece uma comparação e mostra que é superior a Jonas e a Salomão e, no entanto, está sendo ignorado por eles (Lucas 11,29-32).

O QUE FAZER QUANDO FALTA A FÉ?

Aflito, certo pai diz a Deus: “Se o Senhor puder, ajude-nos”. Esse modo de falar com Deus revela a atitude de alguém que já está prestes a desistir, revela desespero e não fé. Por isso, Jesus está sempre a nos alertar: Tudo é possível para quem tem fé!”. A falta de fé desse pai leva-o a procurar todo tipo de ajuda em muitos lugares e nem sempre digno para um bom cristão. Mas ele atende a “voz da consciência”, expressa humildade, reconhece sua falta de fé e pede socorro. É essa oportunidade que Jesus espera para devolver a fé a um descrente. Fé e oração caminham juntas. No tempo em que vivemos só é possível sobreviver se tiver fé e se mantiver constância na oração. Jesus é Aquele que pode trazer uma solução às realidades mais difíceis e para isso é preciso ter fé, não cruzar os braços e fazer o que a nós, compete. Se não recorrermos a Ele, as coisas vão ficando cada vez mais difíceis.

Padre Rosivaldo

Facebook: Rosivaldo Motta CSsR

- Advertisement -spot_img

Deixe um comentário

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, insira seu nome aqui

- Advertisement -spot_img

Últimas notícias

Garoto é recebido por Francisco, insiste bastante e ganha chapéu igual ao do papa

O papa afirmou, depois da audiência, que a criança tem 'uma limitação médica'. Um garoto roubou a cena na audiência...